quinta-feira, 20 de novembro de 2008

CULTURA E EDUCAÇÃO...



Alvinópolis tem uma cultura muito rica, que merece ser repassada às presentes e futuras gerações.
Infelizmente, não se dá ao tema o devido valor, pois no mundo atual as pessoas estão mais ligadas nas questões chamadas objetivas, de produção e consumo, no capitalismo selvagem que superficializa tudo. Alvinópolis tem  eventos folclóricos, religiosos, festivais e mesmo seu carnaval, que merecem maior atenção por parte de todos. Sinto falta também de uma maior aproximação entre a cultura e a educação, já que são parentes próximas, complementares. Falta termos ciência de nossas memórias, de nossas dimensões geográficas, de nosso capital subjetivo, nossa riquezas não materiais. Uma Secretaria de Cultura seria fundamental para catalizar, juntar todos esses elementos. Poderia ser até agregada a própria secretaria da educação, quem sabe com o nome de SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E CULTURA. Que tal pensarmos nisso...

6 comentários:

Heber Manoel disse...

Ontem mesmo estava com um amigo lembrando dos desfiles de 7 de setembro, eu participei pouco, mas era um ato cívico que passa despercebido nos dias de hoje.

Lembro também de figuras folcloricas de nossa cidade que ficaram esquecidas com o tempo: Dona Petrina com seu "boi Fogueira", Doril, Terezão e o AFC, o própio Todito hoje não é conhecido por muitos, Geralda Doida, Geraldo da LAMPA e por aí vai, seria muito interesante se conseguissemos fotos destas figuras historicas e coloca-las numa página para serem guardadas para as próximas gerações, não só as antigas mas também as atuais: Sasá, Valtinho, Leleco, Gaguinho e outros, abraços.

Marcos Martino disse...

MUITO BOA A IDÉIA...INCLUSIVE, VALE ATÉ MESMO ABRIR UMA PÁGINA ESPECIALMENTE PARA LEMBRARMOS ESSES PERSONAGENS TÃO FANTÁSTICOS, QUE HABITARÃO NOSSO IMAGINÁRIO PARA SEMPRE.

Heber Manoel disse...

Falar de CULTURA tá difícil! Ninguém nem pra criticar, oh pessoal aparece!

Sheila Vieira disse...

Muitos outros eventos caíram por terra não só em Alvinópolis, mas como em vários lugares.
Como já escrevi lá no orkut, a globalização nos deixou muito "ocupados"... Mas a nova gestão da prefeitura poderia resgatar várias delas como o Heber mesmo disse. Quer data mais expressiva para a cidade do quie seu próprio aniversário? Pode-se contar nos dedos o que de marcante ocorreu em 05 de fevereiro.

Heber Manoel disse...

Na verdade CULTURA não dá votos e muito menos dinheiro, com este pensamento nossa história vai passando em branco, por isto pessoas comuns como nos devemos fazer nossa partenem que seja como o beija-flor que carregava água no bico para apagar um incendio na floresta, quando foi questionado o quê estava fazendo disse:
- A floresta está pegando fogo, eu estou fazendo a minha parte!

Marcos Martino disse...

O comentário do Héber tem tudo a ver. E pra piorar a situação, de uns tempos para cá confunde-se muito cultura com entretenimento. Tenho como parâmetro o nosso festival de música. Vocês não imaginam como é difícil conseguir patrocínios. Já para qualquer tipo de evento de entretenimento, como festas agropecuárias e cavalgadas com música sertaneja ou axé, chovem patrocínios. Só que esse tipo de evento, todas a cidades fazem enquanto nosso festival nos diferencia. Nada contra a música sertaneja. Acho importante sim que o povo tenha um pouco de entretenimento. Só que a cultura precisa muito mais de apoio. O entretenimento é efêmero, passageiro, superficial, enquanto a cultura é duradoura. A cultura são nossas memórias.