terça-feira, 28 de julho de 2009

SE CONSELHO FOSSE BOM, NINGUÉM DAVA...MAS


Puxa vida. Deu gosto ver a nova geração no Festival de Música.
Quantos talentos florecendo, quanta potência.
Vejo claramente que a vocação existe, que a fertilidade é grande, mas temos de continuar regando.
O pessoal novo tem entusiasmo, tem o professor Rogério na rua de cima, tem alguns exemplos a seguir, mas carece de muitas coisas para um pleno desenvolvimento.
A primeira dessas coisas é a ausência de eventos e locais propicios a continuarem se apresentando.
A segunda é a falta de mais preparo no sentido do artista completo, que saiba ocupar os espaços, se movimentar, dançar no palco, se comunicar com o público, se vestir adequadamente e principalmente, vender o próprio trabalho.
Quando penso naquele vocalista da banda CASE, com seu vocal claro, com aqueles agudos, fico pensando no futuro do garoto, no quanto pode ainda evoluir. A banda inteira também.
Quando penso também naquela vocalista da banda SISTEMA CONFUSO (foto), com toda aquela coragem de ir pra cima da galera, com vocal seguro, com um suporte também correto da banda, também fico pensando no potencial.
Quando me lembro também da turminha mais novinha, do Ponto Morto, com aqueles meninos que precisaram de autorização dos pais para se apresentaram, como também aconteceu com as garotas Mariana e Júlia, duas pequenas sereias, com vozes e rostos de anjo.
Fico olhando pra essa meninada toda e fico pensando...qual o melhor conselho que eu poderia dar pra essa galerinha...e não me vem outra coisa à cabeça senão que leiam...leiam muito, mas muito mesmo. Leiam um pouco de tudo. Leiam os clássicos, leiam revistas, artigos, leiam na internet, absorvam bons conteúdos, leiam jornais, leiam a bíblia, leiam livros malditos, leiam auto-ajuda, leiam poesia. Garanto que absorvendo tantas coisas, haverá reflexão e mais conteúdos que virarão canções. E ousem. Façam diferente. Tentem temas que ninguém abordou. Tentem acordes, ritmos novos, misturar congado com rock, sertanejo com valsa e amem muito, pois nada inspira mais que o romance.
Bom...esses são os conselhos que lhes dou...mas se acharem que conselho não se dá, me mandem email que lhes passo o número da conta para depósito.

Um comentário:

Antonio de Pádua disse...

Grande Marcos. Realmente dá gosto, ver quantos músicos estão surgindo em nossa terra. Quando tinhamos nossa Banda na decada de 60/70/e parte de 80 podiamos contar nos dedos a classe. Hoje, com o trabalho de Rogerio,sua luta para manter o festival vivo, os talentos aumentam a cada ano.Voces e os ex Verde Terra são responsáveis por esta maravilha. abraços. Neguinho