segunda-feira, 28 de setembro de 2009

A DISCOTEKA DO INDUSTRIAL

Os embalos de sábado à noite - esse filme fez o planeta dançar

Vivíamos a época da novela Dancing days, quando a disco music tomava conta do planeta. A trilha sonora daqueles tempos era ditada pelo filme "Os embalos de sábado à noite", com clássicos do Bee gees, com as danças de John travolta. Alvinópolis não podia ficar pra trás. Na época, Industrial e Alvinopolense ainda disputavam quem fazia os melhores bailes. No Alvinopolense aconteciam vários bailes e no Industrial, havia o famoso baile das misses e outros mais.Mas o que movimentou a juventude local mesmo foi a noticia de que o industrial iria se transformar numa discoteca. No colégio, não se falava em outra coisa. Diziam que o presidente do clube, que também era gerente da Cia Fabril, tinha comprado equipamento de altíssimo nível e que era o fim do Alvinopolense, que ninguém mais iria querer saber de bailes. Nos dias que antecederam a inauguração da discoteca, ficávamos na praça da baixada de plantão, pra ver se os equipamentos chegavam. Certo dia,começamos a perceber os primeiros movimentos das caixas de som gigantes sendo montadas e do painel de luzes. Na época, havia um programa de TV chamado Discotape, apresentado pelo Dirceu Pereira, onde os novos lançamentos da Discoteque eram tocados. O interessante era que o programa era gravado numa discoteca, com muitas luzes e muita gente jovem dançando. Ficávamos fantasiando como seria a Discoteka do Industrial.Enfim, foi marcada a data da inauguração. Seria num sábado à noite (não me lembro exatamente a data). O problema era que o equipamento, muito sofisticado só terminou de ser montado mesmo no sábado do evento. Nessa tarde, fomos chegando de mansinho, entramos e sentamos num cantinho pra ver o som sendo testado e as luzes. Ficamos hipnotizados pelas poderosas luzes strobol. O som realmente era o melhor que já havíamos escutado. As cocotinhas mais bonitas da cidade também foram chamadas para dançar e experimentar a pista e todos ficaram maravilhosos. Dai a pouco, o pessoal pediu para nos retirarmos para prepararem o clube. De tardinha, a cocotada da cidade já estava se preparando para a grande noite. As meninas, com suas meinhas soquete e a rapaziada com seus indefectíveis sapatos bico de agulha e camisas largas. Enfim, chegou a hora da discoteka. O clube foi enchendo devagarinho. A pista estava com as luzes ligadas e o som bombando nas caixas, mas a principio, ninguém teve coragem de entrar na pista. As pessoas ficaram hipnozadas, olhando de longe e com cara de espanto. Até que a primeira cocotinha mais atirada resolveu entrar na pista e puxou todo mundo. Daí a pouco, o salão tava cheio de cocotas e cocotos curtindo as músicas da época: Glória Gaynor com I Will Survive, Santa Esmeralda, Abba, American Generation, entre outras. O curioso é que uma das músicas que mais marcou a discoteca foi uma que nem tanto sucesso comercial fez, uma tal de AMORE, AMORE, que quando era tocada esquentava a pista como nenhuma outra. A discoteka do industrial foi sucesso absoluto por vários meses. Lembro-me também das dancinhas sincronizadas, quando quase todo o clube dançava junto. Lembro-me também de alguns travoltas como Tom João, Romeu de Sr Roberto, entre outros. Só que o outro lado não poderia ficar parado, enquanto o Industrial bombava com a sua discoteka. Tuôla já se movimentava pra fazer uma discoteka melhor no Alvinopolense, pois um clube não suportava ver o outro ganhando em nada. Mas essa é uma história que contarei em próximo artigo...AS CUÍCA DO TUÔLA...

3 comentários:

Joao disse...

OBRIGADO MARCOS POR LEMBRAR DE COMO EU ERA BOM DANÇARINO, UM FIOTIM DE JHON TRAVOLTA, EU E ISMAEL CABAÇO FICAVÁMOS TREINANDO NA CASA DELE, SÓ QUE TINHA UM PROBLEMA, AGENTE DANÇAVA, DANÇAVA DANÇAVA, E NA HORA QUE TOCAVA AS MUSICAS LENTAS, NÓS ESTAVAMOS TODOS SUADOS E IAMOS LA FORA PEGAR UM AR, AI VINHA OS MAMAJOS E GARRAVA AS MENINAS, NA HORA QUE AGENTE CHEGAVA ELAS JA ESTAVAM COM OS ROSTINHOS COLADOS NOS OUTROS E A MÚSICA TOCANDO FLY ADORANEVER FLY

Joao disse...

EU ESTAVA ME ESQUECENDO DO GRANDE DJ DE ALVINÓPOLIS, O MAIOR DE TODOS OS TEMPOS, ALÉM DE TOCAR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR, MUSICA MUITO DIFICIL POR SINAL, ERA SÓ DAIRINHO PISAR NA PISTA QUE ELE PEGAVA O DISCÃO LARANJADO E JA VINHA COM SANTA ESMERALDA

DJ ALEX MACIEL disse...

JOÃO GOSTARIA QUE VC ENTRASSE EM CONTATO COMIGO, POIS GOSTARIA DE SABER A RESPEITO DA MÚSICA AMORE AMORE, PROCURO HÁ ANOS.
atequeenfimesextafeira@gmail.com
OBRIGADO, DJ ALEX MACIEL.