sábado, 28 de novembro de 2009

A INTERNET ME TROUXE A MONLEVADE

Prandini, um prefeito on-line

Quem diria, viu! Estou trabalhando em Monlevade, terra das oportunidades e tão pertinho da "matriz". Pois é! Agora vai ficar até mais fácil dar uma chegadinha aí de vez enquando.Mas pra lhes dizer a verdade, tô querendo mesmo é lhes contar uma historinha, para que tenham uma idéia da importancia da internet na vida das pessoas. Aliás, tenho muito de agradecer à alguns amigos por causa disso. Um deles é o Vanderlei Lourenço. Há alguns meses, quando comecei a escrever em meu blog, ficava meio frustrado com o reduzidíssimo número de leitores e pela falta de retornos, de comentários. Vanderlei já blogava nessa época e me aconselhou com sua calma habitual, que eu não deveria me preocupar com isso. Que deveria escrever de forma solta, desapegada, sem esperar nada em troca, que o exercício só faz bem em todos os sentidos, que nos permite criar laços inimagináveis, prospectar grupos de afinidade e topei o desafio. Pois é, Vanderlei. Veja a ironia da situação. Por causa do meu blog, por causa do "Alvinopolis que pensa" é que estou em Monlevade hoje. Veja os fractais, veja o dedo de Deus agindo na virtualidade. Por causa do blog, fiz amizade com um intelectual monlevadense chamado Célio Lúcio, que tem um blog de alto nível por aqui. Célio também gostou do meu blog e colocou nos seus favoritos. Vai que o prefeito de Monlevade Gustavo Prandini, que é novo pra caramba (32 anos) é um internauta de primeira e vive quase 24 horas on line ( Um luxo para a cidade. A maioria dos prefeitos não sabe nem abrir um computador). Prandini, através do blog do Célio, viu o título de uma das minhas postagens e foi dar uma olhada para se aprofundar no assunto. Eu falava sobre um projeto dos prefeitos produzirem CDS com os principais artistas de suas cidades, como forma de estimular a criação musical e gerar produtos para que os artistas pudessem se vender, além de se constituir num excelente souvenir de marketing para os próprios prefeitos. Prandini gostou do projeto e me chamou pra conversar. A partir daí, nos tornamos bons amigos virtuais e começamos a conversar sobre vários projetos e sonhos. A afinidade foi grande e ele me convidou para uma visita em seu gabinete para detalharmos o projeto. No meio dessa conversa, ele me perguntou se eu não pensava em morar em Monlevade, mais perto de Alvinópolis e tal. Falei pra ele que tinha meus negocios em Belo Horizonte e que pelo menos por enquanto não passava pela minha cabeça voltar. Só quando cheguei a Belo Horizonte é que a minha ficha caiu. Enviei um email pra ele, questionando se havia alguma coisa por trás daquela proposta. Foi ai que ele me disse que tava pensando em fazer algumas readequações em sua equipe de governo e perguntou se eu toparia trabalhar com ele. Na hora me prontifique a ir a Monlevade para uma conversa presencial, mais adequada para esse tipo de negociação. Assim, estou aqui. A história é inusitada, mas acho interessante para ilustrar a crescente importancia da internet na vida da gente. Por isso, pessoal,vamos interagir, vamos blogar, vamos twittar, vamos orkutar, antes que a net nos atropele.

4 comentários:

Vanderhugo disse...

Estou lisonjeado com a citaçao do meu nome. Obrigado pela amizade, que é recíproca. Tbm acho que é " um luxo" um prefeito jovem e que usa de forma positiva essa ferramenta que é a internet. Ponto para Monlevade. E todo o sucesso que vc merece!!!

gomesalvinopolense disse...

Marcos, boa noite...
Em primeiro momento,desejo-lhe muita sorte e sucesso,neste novo desafio.Não é facil trabalhar na Administração pública.Parabéns por ser escolhido,e desejo de coração, muito sucesso.
Em segundo lugar,quero te convidar para uma visita lá no itaú,.onde já comecei o meu quinto ano em João Monlevade,e felizmente recebo boas vindas quase todo dia.Como voçe disse em seu blog,Monlevade é uma cidade das cidades.
E com relação ao comentário final,sobre os ganhos da internet, dos blogs,das mensagens,tenho pouco tempo nesta telinha, e poucos seguidores cadastrados, mas já me surpreendi com o número de pessoas que acessam,comentam inclusive comigo,e não se manifestam pela telinha.
Um grande abraço.

Marcos Martino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos Martino disse...

Meu amigo Célio Lima me fez um questionamento muito pertinente: se a decisão do prefeito havia sido rápida, já que essa minha postagem parece levar a essa conclusão. Devo esclarecer que não foi tão apressada assim. Houve alguns meses entre a nossa primeira conversa e a minha ida para Monlevade. Foi um espécie de namoro profissional. No entanto, também devo admitir que o prefeito me parece muito intuitivo. Só posso garantir, que tudo farei para confirmar suas intuições.