terça-feira, 3 de novembro de 2009

POLÍTICA X CORAÇÃO : UM PERIGO

Trem danado a política e o coração aberto. Tenho muitos amigos tanto do lado do PMDB como do antigo PFL, DEM, PTB ou sei lá o que. Gosto muito do Marcelo Xuxa, amigo d e muitas jornadas, companheiro do maior campeonato de futebol de Botão de Alvinópolis, o Grande The Big, também companheiro de República por anos à fio. Gosto muito também da Ana Therezinha e Edmundo, de grandes afinidades e muita história. A Mariângela, foi e é minha mestra, com quem aprendi muito do que sou e por quem tenho uma gratidão eterna. Por outro lado, admiro muito a Marina de Darcy, com quem tive oportunidade de trabalhar no festival. Pessoa de alto nível de organização e moralidade, juntamente com a Clara e Nita, essa também uma professora com quem aprendi um bocado ( embora meu português ainda mereça reparos... sempre). Bom, achei pertinente falar da turma da cultura, pois é a área em que sempre militei. Mas poderia citar também a minha cunhada Crys, meu grande amigo e parente Jovelino, Paulinho de Nilo, Vovolito, Ronilson Bada, pessoas que tem uma postura crítica, mas que não torcem contra. Muito pelo contrário. Torcem para que a cidade tenha um rumo visto e reconhecido por todos. A questão é que o prefeito, por razões que não me cabem ficar comentando aqui, logo que eleito, rompeu com vários apoiadores e isso gerou logicamente muita inamistosidade. Sua idéia é criar um caminho do meio, romper com a velha dualidade. Eu acho que talvez essa seja a sua principal missão. Não creio na construção de consenso, mas na pluralidade. A unanimidade é burra e a dualidade gera inércia. Tomara mesmo que tenhamos uns 10 candidatos na próxima eleição. A questão é que essa postura também tem consequências que não são fáceis de encarar. O prefeito vive num corredor Polonês, levando pedrada dos dois lados. Mais até da turma do fogo amigo. Eu como Alvinopolense que torço pra dar certo , fico tentando positivar e sobra até umas pedradas pra mim . As vezes coloco no meu perfil que tenho telhado de borracha, pra devolver as pedras aos apedrejadores. Só que alguns jogam dardos, estrepes, fincam e torcem a faca. Outro dia, alguém denunciou no mural do Alvinews que o prefeito havia confidenciado várias coisas a mim, quando devia satisfações a toda a sociedade. Que coisa. Um prefeito não pode ter amigos. E eu, ingenuamente coloquei aquilo na roda, com a inocência de quem repassa noticias boas. A questão é que noticia de político sempre soa como promessa e de promessas o povo tá cheio. Então, o que se espera é que os bons presságios, as boas novas virem realmente substancia. As ultimas noticias excelentes na área da saúde já são um alento. Como essa é a principal bandeira do novo governo, pelo menos nesse quesito tá fazendo a lição de casa. Já a questão da cultura tá demorando muito a se resolver. Confesso que estou doido pra arregaçar as mangas e chamar o pessoal pra começarmos a organização do Festival 30 anos. Mas isso só será possível quando for anunciado oficialmente o destino da Fundação Casa de Cultura. Vamos acelerar, prefeito! Mas como diz o poeta "Meu coração não se cansa de ter esperança...".

Um comentário:

gomesalvinopolense disse...

Marcos,
o problema de todo politico,é a preocupação com a reeleição,ou em fazer seu sucessor,e neste caso,tanto ele,como os seus padrinhos e apadrinhados politicos,esquecem que possuem uma obrigação a cumprir,que no minimo é de administrar a cidade,estado,etc, para que foram eleitos.
Mirem-se no Aécio.....