domingo, 5 de dezembro de 2010

PARABÉNS AO FLUMINENSE...E AO CRUZEIRO TAMBÉM

Não foi um mal ano. O Fluminense mereceu. Embora que em nenhum momento apresentou um futebol de encantar, mas a velha eficiência do Muricy falou mais alto. Pelo menos o Corínthians não levou mesmo com a ajuda dos juizes. O Muricy merece por fazer certos jogadores renderem, como foi o caso do lateral Carlinhos, que não jogou nada no Cruzeiro, mas que no Flu tem uma garra incrível, assim como o lateral direito Mariano. O Flu também tem o Conca e tem o Coração de Leão, que embora estivesse tanto tempo sem marcar foi decisivo e participou dando aquela cabeçada de raspão, sobrando a bola para o Emerson conferir. O Cruzeiro ficou com o segundo lugar e vamos e venhamos: não foi apenas por causa daquele jogo do Coríntians. Perdemos para o Vitória em Minas, para o Grêmio Prudente, para o São Paulo naquele jogo em que levamos olé, empatamos com o Botafogo naquela partida em que fizemos um gol lícito em que a bola não saiu, o lateral lançou e o Farias conferiu. Depois ressuscitamos o Atlético, que a partir da vitória contra nosso time, iniciou sua arrancada pra sair do fundo do poço. Mas mesmo assim, ainda assim, não foi ruim. Segundo lugar num campeonato como o Brasileiro, o mais disputado do planeta não é pouco. No entanto, não podemos tapar o sol com a peneira. A teimosia da diretoria do Cruzeiro em continuar com WP chega a irritar. O cara tropeça na bola. Não é e nunca foi jogador pro Cruzeiro. Engana algumas pessoas fazendo alguns golzinhos, mas sua performance é abaixo da crítica. Agora é mirar na Libertadores, mas tem de reforçar. E pra finalizar, parabéns ao Fluminense do meu amigo Marcelo Xuxa lá de Alvinópolis, o tricolor mais doente da região. Obs. Não fossem aqueles roubos do juiz contra o Vitória em pleno Barradão na Bahia, o time Baiano não seria rebaixado. Tudo bem que foi incompetente, que não conseguiu ganhar do Atlético Goianiense em casa, mas naquele jogo contra o Corínthians foi um gol totalmente legal anulado e aquele pênalti não marcado. Se eu fosse torcedor do Vitória, entraria na justiça comum contra o juiz. Quanto ao galo, caiu de 4 na última partida. Tudo bem. Melhor que o pesadelo da segundona que as frangas já experimentaram. Elas parece que gostaram muito daquela música: vamos subir galô e se sentem muito atraídas pela gravidade da série B. Quem sabe no ano que vem? Enquanto isso, o clube dos times que nunca cairam permanece inalterado: Cruzeiro, Inter, Flamengo, Santos e São Paulo.

Um comentário:

Rogério Rosa disse...

Li as duas materias acima. Mas prefiro você solto. Aqui você, embora demostrando o seu amor pelo Cruzeiro, descreve o acontecido com talento que lhe peculiar.
A sua arte é maior.
O nosso time não quis conquistar o título, mesmo com atos de arbitragem questionáveis, poderíamos ter sido sagrados campeões. O título nos escapou mais uma vez.
Aqui você descreve e eu concordo, sua ipseidade é admiravel.