terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

SEGUNDA DE CARNAVAL - MUITAS EMOÇÕES.

EM ESTADO DE GRAÇA

Estou em estado de graça e sinto que isso vai seguir comigo por um bom tempo. Foi um dia que tão cedo esquecerei. Foi imensa honra participar do carnaval 2016, seja com a Bateria Colibri, seja com a Unidos do Morro, seja interagindo com a galera. 

BLOCO DA MARIQUITA

Não tive como participar. Só ouvi os comentários e vi as fotografias. Só simpatia. Um bloco já consolidado que não pode faltar em nenhum carnaval. 

UNIDOS DO MORRO - CONCENTRAÇÃO.

Fui a praça do Alvinopolense pra acompanhar os preparativos. Na verdade fui umas duzentas vezes pra conferir. Esta ansioso pra ver os carros alegóricos e a turma nos preparativos. O povo da Vila me abraçou com força. Tomei umas 5 cachaças no bar do Zé do Beco pra entrar no clima. Os batuqueiros ainda estavam dispersos, as mulatas passistas chegando aos poucos, Junei conferindo os detalhes, Aurélio abraçando todo mundo e a turma esperando as Baianas chegarem pra iniciar o desfile. 

ORAÇÃO EMOCIONANTE

Depois de tudo pronto, o puxador Bigega pegou o microfone e começou uma preleção, conclamando o povo a seguir pra avenida com garra, com sorrisos no rosto e pedindo a proteção de Nossa Senhora do Rosário para seguir pelas ruas da cidade com todo o brilho. Nesse instante a bateria começou a tocar e a magia tomou conta. Não aguentei e desabei a chorar. Emoção demais. 

DESFILE TRIUNFAL

A Unidos do Morro seguiu com muita energia, desviando dos carros e obstáculos pelo caminho, interagindo com a multidão pelos passeios, pessoas encantadas com a excelência da bateria, com a alegria e exuberância das passistas, com a qualidade dos puxadores e músicos, com a potência do tema.

O PRETO E O BRANCO

Emocionante a passagem da Escola em frente ao Ninho da Águia e do clube do AFC. Havia um arrepio no ar, um encontro entre passado e futuro, uma energia linda. 

O BATUQUE VEM DA VILA

Já perceberam como a maioria dos batuqueiros de Alvinópolis vem da Vila? Seja no congado, seja nos blocos, nas escolas de samba, os tambores vem de lá. Que Nossa Senhora do Rosário proteja e inspire os nossos batuqueiros.

MUITOS POLÍTICOS PRESENTES

Não sei exatamente quem ajudou ou não a escola. Mas o que tinha de políticos ganhando créditos não estava no gibi. Quem realmente ajudou merece o reconhecimento. Quem pegou carona, fazer o que? O oportunismo é uma das características dos nossos homens públicos. Tem pessoas que não perdem oportunidades para aparecer. Tenho esperanças de que isso mude um dia...

LIÇÃO DE HUMILDADE

Lindouro e Vera ergueram um império. Os imperadores geralmente guardam certa distância dos súditos do reino. Mas isso não acontece com esses dois empresários vencedores. Além de criarem a Colibri através da Fundação Bio Extratus, os dois saíram como músicos no desfile da bateria . Lindouro tocando surdo e Vera tocando tamborim. Quem vem de fora jamais vai imaginar que aqueles dois batuqueiros são o senhor e a senhora Bioextratus. Fiquei mais surpreso ainda quando cheguei na Escola Unidos do Morro e vi novamente Lindouro com seu surdo na mão. E a Dona Vera também distribuindo chapéus pra bateria com seu tamborim em punho (os dois são fominhas). Sem contar o apoio que a empresa deu, emprestando carro de som e instrumentos, numa sinergia fundamental. Os músicos da Colibri reforçaram o time da Unidos do Morro e tudo foi um só coração. É claro que o Carnaval acontece por uma somatória de ações e intenções. Mas sinceramente, sem a ajuda desses dois , nosso carnaval seria muito mais pobre este ano. Se foi um sucesso, em grande parte devemos a eles. 

Á NOITE NA PRAÇA TEVE BANDA AGÁ

A Banda Monlevadense fez um show que agradou a galera na frente do palco. A banda tem um visual caprichado e bons músicos, cantores, cantoras e dançarinos, além de um fundo de palco com paineis de led. Talvez tenha sido a banda com repertório mais atualizado, tocando principalmente funk, arrocha e axé. Não são exatamente as músicas do meu agrado, mas o show não era pra me agradar e sim ao público alvo. 

AGRADEÇO A DEUS POR SER ALVINOPOLENSE

Uma grande alegria, orgulho, entre outros sentimentos que nem consigo expressar agora. Viva Alvinópolis e os Alvinopolenses.

Um comentário:

Janete Maria disse...

Marcos você também foi fundamental para tudo isso acontecer. Parabéns, fiquei arrepiada lendo essa resenha e me emocionei com os desfiles. Show