sábado, 18 de fevereiro de 2017

E A REFORMA DA PREVIDÊNCIA?

Eu adoro andar a pé em Alvinópolis, cumprimentar as pessoas, olhar as casas, rever memórias, sentir o cheiro das ruas, os sons, enfim. Eis que estava descendo a ladeira dos italianos, quando ouvi uma voz me chamando: Marcos Martino. Você pode me responder a uma pergunta? Fui pego de surpresa mas topei o desafio. Pode perguntar sim. Sem problema. E a pessoa lascou: - o que você acha sobre a reforma da previdência? E eu respondi: olha, não me considero um especialista no assunto. Todos os presidentes até hoje disseram que seria vital uma reforma em um dado momento, senão iria inviabilizar a previdência por volta de 2020. De Sarney à Dilma, todos os chefes do executivo brasileiro falaram em fazer a reforma, mas não conseguiram levar adiante, pois não houve consenso nem momento político propício. Quem me fez a pergunta foi a Glaucilene, que trabalha no SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE ALVINÓPOLIS E DOM SILVÉRIO. Junto estava Maria Aparecida Coura.
Eu falei pra elas o seguinte. Penso que a questão é de enorme gravidade e deveria ser muito bem esclarecida para a população, para que todos possam compreendê-la e participar de sua elaboração. Não acho salutar que seja imposta de cima pra baixo pelo governo e pelos nossos parlamentares sem um devido esclarecimento e concordância da sociedade. Elas me disseram que principalmente os trabalhadores rurais serão muito prejudicados, pois tem um tipo de trabalho muito duro e a partir de determinada idade, já não tem tanta energia nem saúde para certas atividades. O novo governo parece disposto a aproveitar a impopularidade exatamente para as medidas impopulares, para tentar tirar do papel as reformas necessárias, porém polêmicas. Mas não pode fazer isso de forma traiçoeira, na calada da noite. Assim como exige o fim da corrupção, o povo também exige transparência em tudo que é público. O cidadão comum fica muito confuso no meio de tanta informação truncada e não consegue discernir mais o que é justo e apropriado para o país. Resta-nos pedir a Deus que nos dê sabedoria e discernimento para a compreensão dos fatos. E não aceitarmos sacrifício que seja imposto apenas aos trabalhadores, enquanto a elite política mantém seus benefícios intactos. 

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

QUEM FALOU QUE ALVINÓPOLIS NÃO TEM MAR?

Quem sobrevoa Alvinópolis...ou quem sobe ao mirante do campo de aviação vê um mar. Não um mar de água salgada...mas  um mar de montanhas a perder de vista.
E no meio desse oceano infinito de morros está a capital do universo: Alvinópolis, nossa referência, cidade sagrada dos Alvinautas espalhados por todos os pontos do globo terrestre. 
Mas...também temos uma relação forte com o marzão de água salgada. E não falo do comichão que tem o Alvinopolense todos os anos para descer para as praias capixabas e cariocas. 
Estou falando de um dos nossos clubes mais tradicionais: o Industrial Sport Clube, cujo hino conta a história de um marinheiro que abandonou a marinha para surfar na onda do Industrial, uma linda história de amor à folia. 

Não é que o moço trocou o mar de água salgada pelo mar de montanhas?
E mais presentemente temos os Piratas. Um bloco gigantesco formado por Corsários do bem cujo objetivo é invadir as ruas com humor, alegria e muita água no famoso caminhão pipa, que é pra apagar o fogo do pessoal. 
E por falar em oceano...fica difícil imaginar o mar de cerveja que se consome em 5 dias de folia em Alvinópolis. 
Fico até lembrando aquela letra do Djavan " nem que eu bebesse o mar, encheria o que tenho de fundo. A galera é realmente sem fundo pra cerveja. E um tsunami de cerveja cairia bem. 





sexta-feira, 8 de julho de 2016

TUDO SOBRE O FESTIVAL CULTURAL

Nós conversamos com Vicente de Paulo, ex-secretário de ação social do atual governo municipal de Alvinópolis, que assumiu recentemente a Secretaria de Cultura. Ele nos fala sobre as atrações do Festival Cultural.

ALVINÓPOLIS QUE PENSA: Vicente, como foi a sua experiência à frente da secretaria de ação social?

VICENTE: Foi uma experiência muito boa. Eu me qualifiquei fazendo pós graduação em assistência social e saúde publica  e tive a felicidade de executar com meus colaboradores vários projetos e de atualizar varias leis municipais.

AQP -Como foi que aconteceu essa transição para a cultura?

VICENTE - Um bom colaborador tem de estar sempre pronto a ajudar quando necessário. A pasta estava desocupada existia essa lacuna a ser preenchida. Tivemos de começar do zero e contar com boa vontade de algumas pessoas.

AQP - A Secretaria de Cultura formatou uma festa com quase 100% de atrações locais, um evento quase todo feito em casa. Será essa a marca da sua gestão? Valorizar o artista local?

VICENTE - Sim ,vamos sempre valorizar nossos artistas.

AQP - No primeiro dia teremos o show com a banda Tá no samba. O que você nos conta sobre essa banda?

VICENTE - Uma banda formada por amigos alvinopolenses , com muito potencial. Tenho certeza que o pessoal vai gostar.

AQP - No segundo dia, logo pela manhã as 10 horas vai ter apresentação do nosso Congado de N.S.do Rosário. As 16 horas vai ter apresentação da Academia WS Andrade Team. O que você tem a nos contar sobre essa apresentação?

VICENTE - O congado de N.S. do Rosario dispensa apresentações. Vamos juntar dançantes de pimentas, dobla da cidade de Barra Longa, turvo e Major Ezequiel, distrito de alvinopolis e também os dançantes da nossa sede. Vai ser uma grande festa. Academia WS Andrade team, é representada pelo William Sedimar um exemplo de homem integro e Profissional. Terá apresentação de taekendo de alunos de Alvinópolis e região.

AQP - As 18 horas tem apresentação da Fundação Bio Extratos. Será apresentação musical de alunos? A bateria colibri a gente já conhece e sabe que é um show. E sobre o desfile, terá alguma temática? Será multimarcas?

VICENTE - A fundação Bio Extratos é um exemplo a ser seguido, Apoia e investe na cultura. Será apresentação de dança de seus alunos. O desfile será de tecido de chita, desenhado pelo nosso artista Alvinopolense  Guilherme e costurado pela costureira Deia. Material doado pela Fabril Mascarenhas.

AQP - Sobre Dayvid e Cristiano, uma das poucas atrações não Alvinopolenses, eles tem se apresentado muito em nossa região, com uma boa comunicação com o público e profissionalismo. Como foi o contato com o artista?

VICENTE - Tivemos indicação de pessoas do ramo. Estamos com uma expectativa muito positiva.

AQP -No domingo a partir das 7 da manhã, vai ter apresentação dos carros antigos. Como será? Eles ficarão concentrados em algum lugar ou farão desfile pela cidade?

VICENTE - Concentrarão na baixada, e as 13 horas carreatas pelas principais ruas da cidade.

AQP - As 9 horas vai ter o Machuca Jackson. O que vem a ser?

VICENTE - Apresentação de dança de um grande artista de rua da cidade de Ponte Nova.

AQP - As 10 horas vai ter apresentação da centenária Banda Santo Antônio. As 11 horas vai ter apresentação da excelente dupla alvinopolense, Maycon e Thiago, que dispensam comentários. As 13 horas vai ter passeata pela cidade. Como vai ser essa passeata?

VICENTE - Pelas principais ruas da cidade.

AQP - As 16 horas vai ter apresentação da Banda Claudio Manoel. Essa banda Claudio Manoel é de onde? É banda de música tradicional?


VICENTE - Essa banda é da cidade de mariana, de musica tradicional.

AQP - As 19 horas tem apresentação do astro mirim Lucas Miranda e convidados. Dá pra adiantar um pouco o que o Lucas vai levar ao palco?

VICENTE - Essa apresentação é um trabalho do meu parceiro Josué. Lucas é o músico revelação da cidade e vai apresentar-se acompanhado de amigos especiais.

AQP - As 20 horas tem apresentação da Dança Circuito Academia e pra fechar, show com o cantor Gilvan Linhares, que vem conquistando espaços nos eventos agropecuários da região. Ele vai fazer no palco o novo show o BOTECO do GILVAN ou vai ser um show mais tradicional?

VICENTE -Vai ser uma mistura muito boa, momento ideal pra ele divulgar seu novo trabalho.

AQP - E sobre outros eventos que acontecerão em Alvinópolis esse ano. Os promotores podem contar com a parceria da prefeitura? Vai ter pé-festival em julho, Comida de Buteco em agosto e 36º Festival da Música em Outubro. O que mais tem na agenda da cultura ainda em 2016?

VICENTE - A prefeitura estará sempre de portas abertas pra ajudar na promoção da nossa cultura e podem contar com a nossa boa vontade.

AQP - A Festa da Chita não será realizada este ano. O que faltou para que acontecesse?

VICENTE - Faltou apoio. Para que a Festa da Chita acontecesse, teria de haver uma configuração positiva que infelizmente não se consumou.  Teria de haver mais boa vontade por parte das partes interessadas. Quanto não existe boa vontade as coisas simplesmente não acontecem. 

terça-feira, 5 de julho de 2016

FESTIVAL CULTURAL DE ALVINÓPOLIS


PROGRAMAÇÃO FEITA EM CASA

Alvinópolis sempre teve muitos e muitos artistas e o Festival Cultural que vai acontecer no próximo fim de semana confirma isso. Serão muitas atrações da terra.

SEXTA FEIRA - 08 DE JULHO

Na sexta haverá apresentação do grupo Tá no Samba.

NO SÁBADO - 09 DE JULHO

10:00 - Apresentação do nosso maravilhoso congado de N S do Rosário
16:00 - Apresentação da Academia WS Andrade Team
18:00 - Apresentação Fundação Bio Extratus
21:00 - Desfile
23:00 - Show com a dupla Dayvid e Cristiano

NO DOMINGO - 10 DE JULHO

07:00 - Apresentação Carros Antigos
09:00 - Apresentação Machuca Jackson
10:00 - Apresentação Banda Santo Antônio
11:00 - Apresentação da Dupla Maycon e Thiago
13:00 - Passeata pela cidade
16:00 - Apresentação da Banda Claudio Manoel
19:00 - Apresentação de Lucas Miranda e Convidados
20:00 - Apresentação da Dança Circuito Academia
22:00 - Show com Gilvan Linhares ( encerramento)

PARABÉNS A SECRETARIA DE CULTURA

Conseguiu formatar um evento que vai movimentar centenas de artistas. Pelo que posso perceber, de fora apenas Dayvid e Cristiano.

ATRAÇÕES QUE NÃO CONHEÇO

Machuca Jackson, Banda Claudio Manoel. Academias.



quarta-feira, 29 de junho de 2016

PRÉ FESTIVAL - ETAPA LOCAL DO 36º FESTIVAL DE ALVINÓPOLIS

Nos dias 29 e 30 de julho vai acontecer a etapa local do Festival  da música de Alvinópolis,  só para Alvinopolense nascidos ou residentes, que tem raízes e famílias na cidade, que já residiram e mantém vínculos com a cidade. A cena local é muito rica desde sempre. O Pré-festival será no Celeiro Bar, espaço que tem história na cena cultural da cidade, antes como Nicks, hoje mais que nunca como Celeiro dos Artistas. As inscrições estarão abertas pela internet a partir do dia 02 de julho e serão divulgadas para vocês. Poderão ser feitas mediante envio da letra da música. Não será obrigatório, mas sugerimos também a gravação da música para entendimento da melodia e métrica. Pode ser gravação simples, nos celulares mesmo, para que a comissão possa entender as ideias musicais. É claro que se puderem gravar um pouco melhor, ajuda na compreensão e até na classificação da música. Contamos com vocês...

sábado, 23 de abril de 2016

MEMÓRIAS AUTOMOTIVAS

Pra começo de conversa, sou neto de Domingos Martino, Dominguim, o Italiano mecânico que formou vários profissionais na prática. Eu ia sempre à sua oficina, que parecia de um cientista, cheio de instrumentos e muita, muita graxa. Tive como tio também o Sr Ronald Martino, por todos conhecido como Pintacuda, um dos grandes motoristas da cidade, figura humana muito querida em toda cidade. Mas o que startou essas memórias automotivas foi esse evento que vai acontecer na cidade, o encontro dos carros antigos. Fiz uma regressão rápida pra lembrar de alguns carros da minha infância. Uma memória muito vívida que tenho é dos antigos caminhões Fênêmê que ficavam ali naquele beco do ninho da águia. Eram do Sr Dico Gama. Eu me lembro que tinha de juntar uns 3 homens, de enfiar uma manivela na frente rodar até o caminhão pegar.
Lembrei também do tremendão, ônibus que circulava pela cidade. A meninada amava. 

Lembrei do Vemagete da Dona Judith. Aquele carrinho era muito legal. Parecia uma besouro e era bonito o barulho do motor.
Tinha também o calhambeque do Sr Rubéns. Tinha os Gordinis, bem feiosos. 
                      Haviam muitas rurais...e os incríveis aerowillys.

Mas talvez nenhum carro tenha sido mais popular que os fuscas. E nunca vi uma acústica tão boa pra ouvir música. 

Muitos dodge darts  circulavam. Os opalões também eram soberanos. 

Os caravans quando apareceram eram revolucionários. Muito conforto interno. As Caravans peruas caramelo fizeram muito sucesso.
Tinha também as belinas, quadradonas, mas que competiam. 
A TL era mais arredondada. A Variant I também.
Mas depois a Volks também lançou muito carros que foram ficando quadrados. As Variant II e as Brasílias eram muito quadrados. Os antigos passats eram baixos. A Fiat quando apareceu no Brasil também lançou carros quadrados. O Fiat 147 era quadradíssimo.
A linha Uno também. Porém, nada conseguiu superar os quadradíssimos carros da soviética Lada.
Os primeiros corcéis eram mais bonitos e clássicos. O sr Jaime na rua de cima tinha um vermelho maravilhoso.
Depois vieram os corceis II. Angelo  de Nilo andava em um branco. Nessa época também surgiram os scorts, os chevettes, o Monza, o Tempra, até desembocar no mundo multimarcas de hoje. Os carros vão ficando mais ovoides, os designers vão inventando moda, a tecnologia vai evoluindo, mas...os carros antigos sempre terão seu charme. E que venham os novos...



sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

A ORIGEM DA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

Amigos, recebi o texto do amigo xará Marcos de Abreu Lima. Trata-se de um texto precioso que conta a história dessa santa milagrosa, reverenciada em toda Minas Gerais e com imensa beleza em Alvinópolis. Vale lembrar que Nossa Senhora do Rosário é padroeira da África ( eu não sabia disso). E tem também e explicação do porque da data 07 de outubro. O texto segundo meu amigo Marcos de Abreu lima vai integrar um livro que ele está escrevendo e que pretende preencher lacunas das memórias Alvinopolenses. Mas vamos ao texto... 

A origem de Nossa Senhora do Rosário, ou Nossa Senhora do Santo Rosário e também Nossa Senhora da Vitória é do ano de 1208 na época da grandes cruzadas. Em 1208 São Domingos de Gusmão estava na cidade Francesa de Prouile, quando recebeu do Papa Inocêncio III a missão de combater um grupo de herético de Cátara, opositores da doutrina imposta pela igreja católica, que a ameaçava a sua supremacia na região. Estava ele concentrado estudando a melhor estratégica para cumprir a missão, quando teve uma visão Mariana [fenómeno sobrenatural onde se acredita que a Virgem Maria aparece a uma ou mais pessoas geralmente a católicos], na aparição  a Virgem Maria lhe entregou um rosário e lhe ensinou uma oração, atônito ele interpretou como sinal de  ‘fé  e  esperança’ e o inspirou  na elaboração da estratégica contra o inimigo.As tropas Francesas, sob seu comando venceu a guerra contra os Cátaros, que ficou conhecida  como “ a batalha de Muret”.A vitória foi atribuída a Nossa senhora, e como forma de agradecimento São Domingos de Gusmão construiu o primeiro santuário dedicado a Nossa Senhora da Vitoria. “ o Mosteiro de Nossa Senhora de Prouile” na França, como também se incumbiu pela difusão de sua devoção a Nossa Senhora. Em 1571 em uma outra conquista na Grécia, conhecida por “ A batalha Naval de Lepanto”, sob o comando de João da Áustria, venceu o Império Otomano no dia 7 de outubro daquele mesmo ano, esta batalha pôs um ponto final da expansão islâmica na região do mediterrâneo.A denominação de Nossa Senhora do Rosário foi no ano de1573 pelo Ppa Gregório XIII. A partir de então as homenagens à Nossa Senhora do Rosário é comemorada no dia 07 de outubro.A devoção à Nossa Senhora chegou a vários países europeus, inclusive a Portugal através de suas irmandades, no Brasil a devoção chegou através dos frades dominicanos, capuchinhos, jesuítas e Franciscanos, com a criação das Irmandades e Confrarias de Nossa Senhora do Rosário. Os negros e escravos logo se identificaram com ela, pelo fato dela ser a padroeira da África, e também pela facilidade das orações contidas no Rosário. Em 1500 foi construída uma igreja em sua dedicada a ela em Cabo Verde e posteriormente na ilha de São Tomé e Moçambique. Na Capitania mineira foram criadas as irmandades do Rosário no primeiro quartel do século XVIII. Esta festa religiosa é celebrada com simplicidade, novena ou tríduo,[ Festa eclesiástica que dura três dias], encerrando–se  com procissão, coroação e benção do Santíssimo Sacramento. Em 1745 fazendeiro  Capitão Paulo Moreira da Silva  e sua esposa Maria Paula de Jesus, devotos da Nossa Senhora do Rosário construíram em suas terra uma capela, e em torno dela nasceu o povoado sob a invocação Nossa Senhora do Rosário da Freguesia do Inficionado, deste então à acolheu como padroeira.  Até hoje  existe o reinado ou o “ trono coroado”   na cidade de Alvinópolis, todo o ano é escolhido e  eleito  um Rei festeiro e uma rainha que organizam  e participam  de todos os eventos , incluindo a procissão,  quando toda a corte é saudada, e  a corte real figura ao lado da Virgem do Rosário no dia 07 de outubro,  neste dia a cidade demostra toda devoção a sua padroeira, numa festa religiosa contido no calendário religioso com feriado municipal.